LARISSA E PABLO

Olá, pessoal! Hoje queremos compartilhar com vocês os detalhes do casamento da Larissa e do Pablo, realizado em 08 de outubro na estupenda Igreja das Dores, em Porto Alegre.

A cerimônia foi inteiramente realizada pelo Daniel, que caprichou na execução das músicas para garantir a dose certa de emoção. O destaque ficou por conta do repertório, cuidadosamente escolhido pelos noivos.

Para a entrada do noivo, o Daniel tocou e cantou a música In My Life, dos The Beatles. Na sequência, a entrada dos Padrinhos foi acompanhada por Better Together, de Jack Johnson. No momento da Aia e do Pajem, a delicada Eu Não Existo Longe de Você, versão de Adriana Calcanhoto.

Um dos momentos mais emocionantes ocorreu durante a espera para a entrada da Noiva. A pedido da Lari e do Pablo, o Dani cantou a música Quando a Gente Ama, de Oswaldo Montenegro, levando muitos convidados às lágrimas. O ingresso da Lari até o altar, momento principal do casamento, foi ao som da Marcha Nupcial, de Mendelssohn, seguida pela canção Dia Branco, de Geraldo Azevedo.

A igreja estava belíssima, com uma decoração limpa e elegante. Este ambiente aconchegante foi testemunha da troca de alianças do casal, ao som da Ave Maria, de Gounod. Chegando à parte final da cerimõnia, a Assinatura dos Padrinhos teve como música de fundo a charmosa música What The World Needs Now, outro pedido especial dos Noivos. E para a saída do casal, nada melhor do que Sorte, de Caetano Veloso, para dar o clima certo à festa que estava para começar. Uma sonora salva de palmas fechou a cerimônia.

A Lari e o Pablo são duas pessoas muito especiais. Depois de retornarem da lua-de-mel, disseram que a música foi o melhor investimento de todo o casamento, o que nos deixa muito, mas muito felizes. Fizemos tudo com muito carinho e dedicação para que este momento único da vida de ambos tivesse a trilha sonora perfeita. Acho que conseguimos.

À Lari e ao Pablo, toda a felicidade do mundo. Um super beijo dos Noivos Cantores!

NOIVOS CANTORES NO BLOG NOIVA.COM

Olha só que legal! A Gabi Chanas, querida amiga e blogueira de mão cheia, autora do blog Noiva.com, postou uma super mensagem com informações sobre uma música que cantamos de forma exclusica no casamento de uma amiga dela. Ela adorou a versão e pediu que nós mandássemos um vídeo com a interpretação de s]Someone Like You, da Adele. Pedido feito, pedido atendido. Aí está. Quem quiser ver o texto da Gabi sobre a gente, é só acessar o link abaixo:

http://wp.clicrbs.com.br/noiva/2011/11/03/video-uma-interpretacao-linda-de-someone-like-you/?topo=52,1,1,,170,e170

O QUE FAZ TUDO VALER A PENA

O último post que fizemos foi sobre o casamento da Letícia e do Gui, aquele que o noivo cantou uma música especialmente para a noiva. Alguns dias depois, recebemos da Nara, mãe da Lê, um email de agradecimento. Só tenho a dizer que são palavras como as que vocês lerão abaixo que fazem tudo valer a pena.

“Queridos Angie e Daniel, embora a gente não se conheça melhor, posso dizer que sou “íntima” de voces, já que acompanhei através da Lê, cada minutinho dos encontros e papos de voces (coisa de mãe e filha). Assim que o tempo ia passando minha admiração e expectativa com o que ia acontecer só aumentava. Tinha certeza que tudo ia ser lindo (coisa de mãe de noiva!!) e a tranquilidade que voces passaram aos dois foi incrível, já que conheço muito minha guriazinha…Posso dizer que foi tanta que o Gui tomou coragem para cantar, o que criou aquele momento lindo. Eles fizeram questão de manter tudo em sigilo, nem eu sabia as músicas que voces iriam cantar. Sabia apenas que estaria perfeito…

Bem mas o que quero mesmo com tudo isso é agradecer o carinho que voces dispensaram aos dois. Tenho certeza que voces puderam perceber a reação dos convidados!!!. Todo mundo adorou ” a trilha sonora” e o trabalho de voces. Só contribuiram para completar a atmosfera linda do momento. Do fundo do meu coração agradeço cada palavra de voces no depoimento do site, o que só demonstra a dedicação e o profissionalismo com o que voces nasceram abençoados para fazer: cantar!

Como disse o padre Leandro, felicidade é a gente poder escolher com quem quer estar e eu completaria dizendo que felicidade também é poder fazer o que a gente ama e voces demontram isso lindamente…
Obrigada por todo o carinho que voces dispensaram aos meus filhos.
Que Deus continue abençoando e iluminando voces e muito sucesso!. Voces merecem!!!!

Um beijo grande,

Nara (mãe da Lê)”

Estamos mais felizes que guri de calça nova. À Nara, um super beijo dos Noivos Cantores!

A SURPRESA DE LETÍCIA E GUILHERME

Há casamentos que se tornam especiais não apenas pela beleza e grandiosidade da cerimônia, mas também por causa de alguns momentos que fogem do comum, do corriqueiro, do usual. O casamento da Letícia e do Guilherme, casal maravilhoso que trocou alianças no último sábado, 22 de outubro, na Igreja Santa Terezinha do Menino Jesus, em Porto Alegre, foi exatamente assim: maravilhosamente fora do script tradicional.

Antes da cerimônia, encontramos o Guilherme na entrada da igreja, super tranquilão. Batemos um papo rápido com ele e logo nos direcionamos para o lado do altar, porque o casamento já estava para começar. Poucos minutos depois, uma entrada animada dos padrinhos ao som de Wave, de Tom Jobim, deu início à cerimônia. Os Noivos Cantores apostaram numa versão super descontraída, que contribuiu para encher o ambiente de muitas good vibrations.

Na sequência, na entrada dos pais dos noivos, uma música que simboliza perfeitamente o sentimento entre filhos e pais: Como é Grande o Meu amor por Você. Neste momento, ficou nítida a expressão de alegria dos convidados, que volta e meia olhavam para o altar para saber de onde vinha aquela música que preenchia o ambiente e acolhia a todos.

Para a entrada do Gui, mais uma escolha super acertada: Sorte, de Caetano Veloso, emocionou de vez os convidados, levando muitos às lágrimas. A decisão por colocar algumas músicas em Português é sempre mais arriscada, mas se o repertório é bem escolhido, como foi o caso, a emoção fica realmente à flor da pele, como pôde ser percebido no ar durante o trajeto do Gui até o altar.

Expectativa para a tão aguardada entrada da Noiva. De repente, o início da Marcha Nupcial. Todos se levantaram, a porta se abriu e Letícia surgiu lá do fundo, deslumbrante. Até então, tudo mais ou menos dentro da normalidade, até que ao final da primeira estrofe, o Daniel iniciou os primeiros acordes de She, de Charles Aznavour. Muitos olhares de estupefação, muitos lencinhos puxados e snifs snifs de emoção deram o tom da entrada triunfal da Lê até o encontro do Gui, aos pés do altar sagrado.

O Padre Leandro, um dos melhores do Brasil em cerimônias de casamento, contribuiu ainda mais para que a cerimônia tivesse o caráter super acolhedor e relaxante. Com um discurso moderno e acessível a todos, ele foi um show à parte. Em um dos momentos mais importantes da cerimônia, a Bênção das Alianças, um minuto de oração e reflexão ao som da Ave Maria, de Gounod.

Mas e a grande supresa que havíamos prometido contar no parágrafo inicial? Ela veio justamente durante as assinaturas dos Padrinhos. Após o casal assinar o livro, o Gui veio até o local onde estávamos e, em uma declaração de amor que fez a choradeira rolar solta na igreja, cantou para a Letícia três estrofes da maravilhosa canção Perhaps Love. Fotógrafos e cinegrafistas, que provavelmente não sabiam da surpresa, se espremeram para registrar este momento simplesmente fantástico do casamento. Nós ficamos quietinhos no canto, maravilhados por termos assistido de camarote àquele gesto de amor explícito do Gui para a Lê. A Angie, claro, chorou, acompanhada por algumas dezenas de convidadas.

Bom, depois daquilo, só nos restou darmos sequência ao clima de emoção absoluto que se instaurou na igreja. Cantamos, ainda durante as Assinaturas dos Padrinhos, a sempre linda e cativante Can’t Help Falling in love, do Elvis.

Para finalizar um dos casórios mais bacanas dos últimos tempos, a saída foi ao som de Is This Love, de Bob Marley. Mais e mais good vibrations para o casal durante o cortejo até a saída. A emoção foi tanta que os convidados não se contiveram e começaram a bater palmas até que ambos cumprissem, com dois sorrisões de orelha a orelha, todos os metros do corredor que os separava da saída da igreja.

Realmente, foi uma experiência inesquecível para os Noivos Cantores. A Lê e o Gui são duas figuras muito especiais, que consideramos, de verdade, nossos amigos. A felicidade deles é a nossa satisfação. Ficamos muito felizes, mas muito felizes mesmo, com tudo o que o casal nos proporcionou, e esperamos ter podido contribuir com um pouco do nosso talento para fazer do casamento deles um momento único. Cultivem esse amor para todo o sempre, porque, como diz o padre Leandro, a verdadeira liberdade é escolher com quem se quer estar.

Ao Gui e á Lê, um super beijo dos Noivos Cantores!